sábado, 2 de janeiro de 2010

ESPORTE: Marcelinho terá apenas papel simbólico no Corinthians

O combinado entre o presidente Andrés Sanchez, o meia Marcelinho Carioca e o departamento de marketing corintiano era que o jogador defenderia o time no Paulistão com a camisa 100. O técnico Mano Menezes, no entanto, vetou a ideia. Por isso, a solução encontrada para usar a imagem do ídolo no centenário do Corinthians foi transformá-lo em embaixador do clube. Ele jogará amistosos, como o do dia 13 de janeiro, contra o Huracán, e participará de eventos. Nada mais do que isso. Mano Menezes convenceu Andrés Sanchez de que a presença de Marcelinho Carioca seria prejudicial, porque pressionaria o elenco corintiano. Em qualquer jogo em que o time tivesse problemas, o nome do atleta seria gritado nas arquibancadas. E há também a fama de desagregador que Marcelinho Carioca carrega. O treinador lembrou ao presidente um diálogo que tiveram em dezembro de 2007, poucos dias após o rebaixamento para a Série B do Brasileiro, quando Mano Menezes acabara de assinar seu contrato. Andrés Sanchez afirmou que ele teria carta branca para montar o elenco, com uma exceção: o volante Vampeta ficaria até junho para encerrar a carreira no clube. "Você quer voltar para a primeira divisão e disputar títulos?", perguntou, na ocasião, Mano Menezes. "Claro", respondeu Andrés Sanchez. "Então, não é possível ter um jogador como o Vampeta no elenco", cravou o treinador. O dirigente concordou e rompeu o vínculo com o jogador. O argumento para não ficar com Vampeta era técnico. Com ele no elenco, Mano Menezes teria de escalá-lo, seja por pressão da torcida, seja porque em algum momento ele seria necessário por causa de suspensões e lesões. E todos viram no Brasileirão de 2007 que o volante estava longe de ser aquele jogador do fim dos anos 90. Com Marcelinho Carioca, a situação seria a mesma. Mano Menezes sabe que para ganhar um torneio como a Libertadores é preciso ter um grupo 100% motivado e bem fisicamente - o atacante Ronaldo, na parte física, é a exceção, mas como é muito acima da média, o técnico releva. A princípio, Marcelinho Carioca nem treinará com o elenco. No dia 7 de janeiro, deverá acontecer a sua apresentação oficial como embaixador do clube. A ideia é que ele comece no banco de reservas contra o Huracán e entre no segundo tempo. Será a sua despedida do Corinthians e também como jogador profissional de futebol. (Fonte: AE - Foto: Paulo Pinto/AE)

ESPORTE: Livre, Barrichello mostra foto com macacão da Williams

Rubens Barrichello mal pôde esperar os primeiros minutos de 2010. Tão logo o ano novo começou, o brasileiro publicou em sua página no twitter uma foto com o macacão da Williams, equipe que defenderá na temporada da Fórmula 1. O piloto só pôde publicar a foto nesta sexta-feira porque, até 31 de dezembro, estava sob contrato com sua antiga escuderia, a Brawn GP - que já foi comprada pela Mercedes e disputará o Mundial sob o comando da montadora alemã. "Ta aí, em primeira mão. Feliz 2010 para a gente", escreveu o brasileiro em sua página, ao publicar a foto. Os primeiros testes com a nova equipe devem acontecer em fevereiro, durante as sessões coletivas da categoria. A temporada de 2010 da Fórmula 1 começa no dia 14 de março, com o GP do Bahrein. (Fonte: AE - Foto: Divulgação)

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

ESPORTE: Cristiano Ronaldo exalta Kaká no Real Madrid

Kaká ainda não teve grandes atuações pelo Real Madrid, mas ganhou nesta quarta-feira um voto de confiança importante. Para o meia-atacante Cristiano Ronaldo, contratação mais cara da equipe madrilenha para esta temporada, o jogador brasileiro é um fenômeno e será fundamental para o futuro da equipe. "Kaká é um fenômeno como pessoa e jogador de futebol. Espero que ele retorne logo, pois é uma pessoa indispensável para os êxitos do Real Madrid no presente e no futuro", avaliou o português em entrevista ao Marca. Em recuperação de uma pubalgia, Kaká está sem atuar desde o final de novembro. Demonstrando confiança no novo clube, Cristiano Ronaldo também projetou a conquista de títulos nesta temporada. "Jogo em Madrid, no melhor clube do mundo e com os melhores companheiros, que têm qualidades impressionantes. Tenho todas as garantias para pensar que vamos ganhar coisas muito importantes", apostou. Com os jogadores se adaptando ao sistema de jogo do técnico Manuel Pellegrini, o português espera que a equipe possa render ainda mais no próximo ano. "O sistema de jogo vai melhorando pouco a pouco, o treinador está demonstrando que é uma pessoa inteligente. Ele tem a chave para jogarmos melhor e ganharmos mais partidas", completou. (Fonte: AE/Foto: AP)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

ESPORTE: Empresário garante que Dagoberto segue no São Paulo

A saída chegou a ser cogitada, mas Dagoberto ficará no São Paulo em 2010 para ser companheiro de Washington no ataque. Quem garante é o empresário do jogador, Marcos Malaquias. "Ele está muito feliz no São Paulo e não quer sair mais. O Dagoberto fica no clube". O assédio do futebol europeu não se confirmou até agora como o atleta esperava, o que o fez optar em sua continuação no Morumbi e disputar mais uma Copa Libertadores da América. Ele não quis sequer esperar o início do ano para anunciar sua permanência. A primeira possibilidade de sair surgiu nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Um empresário alemão procurou os representantes de Dagoberto com proposta de 9 milhões de euros (R$ 22,9 milhões) do Bayern de Munique. O atacante chegou a dar uma entrevista em tom de despedida no CT da Barra Funda antes do jogo diante do Sport, pela última rodada, mas o negócio não evoluiu após o fim da competição. Depois foi o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, que demonstrou interesse no são-paulino. A oferta seria de 5 milhões de euros (RS 12,7 milhões). A negociação, porém, não se concretizou por causa da idade de Dagoberto - 26 anos. Os ucranianos queriam um atacante mais jovem e, por isso, fecharam com Alex Teixeira, que completará 20 anos no próximo dia 6 e foi um dos destaques da seleção brasileira no Mundial Sub-20 neste ano, no Egito. (Fonte: AE)