quinta-feira, 11 de novembro de 2010

EDITAL: Educação Básica

A Direção da E.E. São João da Escócia, comunica que haverá reunião nesta sexta-feira, dia 12, para designinação de um professor de Educação Básica, para o 5º ano, para o turno Matutino, no período de 16 à 19 de Novembro.
Os interessados comparecer à escola munidos de documentos pessoais.

EDITAL: Biologia

A direção da E. E. Benedito Ferreira Calafiori comunica que haverá reunião hoje, dia 11, ás 13:00, para designação de um professor de biologia, para 05 aulas, no turno noturno, para o período de 11 de novembro á 31 de dezembro de 2010.
Os interessados comparecer á escola munidos de documentos pessoais.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

ESPORTE: Santos define a contratação do técnico Adilson Batista


O Santos enfim definiu a contratação do técnico Adilson Batista. O treinador chegará ao clube no próximo dia 6 de dezembro e assinará contrato até o final da temporada de 2011. O interino Marcelo Martelotte continuará no cargo até o final do Campeonato Brasileiro - são quatro jogos pela frente: Grêmio (casa), Goiás (fora), Avaí (fora) e Flamengo (casa).
Adilson Batista retomou as negociações com a diretoria santista nos últimos dias. O presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro gosta do perfil do treinador e acredita que ele terá um bom trabalho com os jovens do grupo, principalmente Neymar, na disputa da Copa Libertadores da América de 2011, principal meta santista.
O treinador se destacou nas últimas temporadas no comando do Cruzeiro, mas não teve uma boa passagem no Corinthians e acabou demitido após perder o controle da equipe e sofrer seguidas derrotas no Brasileirão.
Nesta temporada, o Santos brilhou na conquista do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil com Dorival Júnior, mas o treinador caiu em 21 de setembro após atrito com Neymar. Dorival queria uma punição severa pelo comportamento do atleta, mas a diretoria não concordou e optou pela saída.
Fonte: Eldorado ESPN - Sanches Filho
Foto: André Lessa / AE

SAÚDE: Programa permite que crianças que só respiram com a ajuda de aparelhos sejam tratadas em casa

CYNTHIA RIBEIRO: Receber cuidados médicos em casa, sem o desconforto de uma internação e sem sair da rotina. Ao criar essa possibilidade, o hospital do Instituto Fernandes Figueira, da Fiocruz, no Rio de Janeiro, pôde humanizar o tratamento que é oferecido às crianças com doenças crônicas, que só respiram com ajuda de aparelhos. Essas crianças têm graves problemas respiratórios e precisam de assistência médica constante. Segundo o coordenador do Programa de Assistência Domiciliar do instituto, Almiro Cruz, os equipamentos são instalados na casa dessas crianças para que elas não precisem ir até o hospital. Lá, uma equipe de médicos acompanha o paciente e faz a reabilitação.
ALMIRO CRUZ: "É voltada para criança dependente de tecnologia, em especial dependente de oxigênio, que, por ficarem dependentes de oxigênio ficam internadas por tempo prolongado. A gente criou o programa para justamente colocar em casa essas crianças que já tem estabilidade clínica e que estejam dependentes de oxigênio. Então, a gente coloca o oxigênio em casa junto com a família, com todo aparato familiar, que isso faz diferença no tratamento."
CYNTHIA RIBEIRO: O programa foi criado para evitar que essas crianças fiquem internadas por longos períodos e corram risco, por exemplo, de ter uma infecção hospitalar. O pediatra Almiro Cruz explica que, há nove anos, o programa tem proporcionado mais qualidade de vida aos pacientes e às suas famílias.
ALMIRO CRUZ: "O que a gente vê de melhor resultado é a humanização, que é retorno ao ambiente familiar que, muitas vezes, está prejudicado por conta da internação prolongada, a diminuição do risco de infecção, possibilidade de ser reinserido na comunidade. Em relação ao hospital, a gente tem uma rotatividade maior de leitos, uma vez que o leito não fica cronicamente ocupado."
CYNTHIA RIBEIRO: O pediatra Almiro Cruz, da Fiocruz, explica que o Instituto Fernandes Figueira também promove cursos de capacitação para profissionais e hospitais que queiram adotar o método. Para mais informações sobre o programa, basta acessar o site: www.iff.fiocruz.br.
Fonte: Agência do Rádio - Reportagem, Cynthia Ribeiro

ESPORTE: Brasil vence Alemanha e se garante na semi do Mundial


A seleção brasileira de vôlei feminino está na semifinal do Mundial do Japão. Em partida disputada em Nagoya na madrugada desta terça-feira, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães teve desempenho impecável e venceu a Alemanha por 3 sets a 0, com parciais 25/16, 25/13 e 25/21, garantindo a classificação.
Esta foi a oitava vitória do Brasil, que ainda permanece invicto na competição e está na liderança do Grupo F. Faltando apenas uma rodada para o término da segunda fase, a seleção pode apenas ser ultrapassada pelas norte-americanas, adversárias da madrugada desta quarta-feira. E como os dois primeiros de cada chave avançam, o Brasil já está na semifinal.
Na partida desta terça-feira, a seleção brasileira dominou durante todo o jogo e praticamente não deu chances para as alemãs. Além de um excelente desempenho no bloqueio - foram 12 pontos, contra apenas cinco das adversárias -, a equipe anulou a principal atleta adversária, Margareta Kozuch, que terminou com apenas seis pontos.
O bom desempenho coletivo foi ainda coroado pela grande atuação de Natália, maior pontuadora da partida com 20 pontos. Apenas quatro a menos somou Sheilla, grande destaque brasileiro nas duas vitórias anteriores.
"Jogamos muito bem hoje (terça-feira). Fomos muito bem no bloqueio, na defesa e no saque", comemorou o técnico Zé Roberto após o importante triunfo. "Também tivemos um excelente desempenho no contra-ataque. Fomos para a semifinal, é um importante avanço".
Fonte/foto: Eldorado ESPN - AE

DIABETES: Diagnóstico da doença é o pior momento para os pacientes

SUELY FROTA: Um estudo da Universidade de São Paulo, USP, realizado com mais de 400 diabéticos, revelou que para quase noventa por cento dos entrevistados, o momento mais complicado é o diagnóstico. Muitas pessoas quando descobrem que estão com diabetes acham que a vida vai acabar. O tratamento nunca deve ser interrompido e inclui medicamentos, atividade física e alimentação saudável. Desta forma, é possível conviver com a doença sem maiores problemas para a saúde. A jornalista Ana Cristina Silva, de 36 anos, durante um exame de rotina, descobriu que estava com diabetes do tipo um e levou um susto.
ANA CRISTINA SILVA: "Eu fui pega de surpresa, eu não tava esperando, e acho que a falta de informação me deixou ainda mais desesperada. E aí eu pirei né, eu achei que eu não ia conseguir, eu não sabia o que era, se era tão grave quanto eu achava que fosse. O que eu ia poder comer, o que eu não poderia comer. Eu não tinha essa preocupação com que eu estava comendo, eu era muito mais livre. Inclusive, eu sempre gostei muito de doce. Quando eu descobri que estava com diabete a primeira coisa que eu pensei: eu nunca mais vou comer um brigadeiro."
SUELY FROTA: Segundo a coordenadora Nacional de Hipertensão e Diabetes do Ministério da Saúde, Rosa Sampaio, realmente é preciso mudar os hábitos de vida.
ROSA SAMPAIO: "O que tem que ficar claro é que é uma doença digamos, administrada. Você pode gerir esse tipo de doença. Você pode perfeitamente conviver com diabetes. Na realidade você vive com ela por que é uma doença que não tem cura, então você vai ter se transformar em uma outra pessoa. Por que você vai ter que mudar os seus hábitos alimentares, atividades físicas você vai ter que fazer, determinados cuidadas de higiene pessoal. Por que o auto-cuidado é fundamental, mais importante do que até os medicamentos."
SUELY FROTA: Ainda segundo a coordenadora Rosa Sampaio, quanto mais rápida for diagnosticada a doença, melhor será o tratamento. No Brasil, o diabetes atinge cerca de 10 milhões de pessoas. As informações sobre tratamento e diagnóstico do diabetes podem ser acessadas nos postos do Sistema Único de Saúde, onde também são feitos esses procedimentos.
FONTE: Agência do Rádio - Reportagem, Suely Frota

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

INSS: A 2ª parcela do 13º salário dos aposentados começam a ser pagos neste mês

Aposentados e pensionistas do INSS recebem, nos últimos cinco dias úteis deste mês e nos primeiros cinco dias úteis de dezembro, a metade que falta do 13º salário. No caso dos trabalhadores em atividade, o pagamento da primeira parcela do 13º salário, que será realizado até o dia 30, representará uma injeção de recursos no mercado da ordem de R$ 100 bilhões. A segunda deverá ser paga pelas empresas até o dia 20 de dezembro.

LOCAL: Projeto “Remédio em casa” é vetado pelo Prefeito Mauro Zanin

O projeto de lei nº 3947 que institui o programa “Remédio em Casa” foi vetado pelo prefeito Mauro Lúcio da Cunha Zanin. O Executivo apresentou um argumento de que a proposta é inconstitucional, por tratar de matéria que envolve geração de despesa para a administração. Durante a tramitação, do projeto que defende a obrigatoriedade do teste da orelhinha em recém-nascidos, o vereador Antônio Picirilo que também é um dos autores deste projeto, defendeu a instituição do programa “Remédio em Casa”. O programa prevê o oferecimento de melhor suporte no atendimento domiciliar aos usuários de remédios continuados, de forma cômoda e segura e em suas casas. Em sua defesa, comentou que a iniciativa possibilita que a administração tenha mais um instrumento de apoio social e de solidariedade humana. Entre as vantagens da proposição consta a redução no acúmulo de pessoas nos Postos de Atendimento. Outro indicativo é que a medida possa ajudar na redução de perda de tempo e angustia nas longas filas de espera. O presidente da Câmara Ailton Sillos, designou os vereadores José Luiz, Henrique Mateus e Cláudio Santana para comporem a comissão especial que irá analisar as razões do veto e emitir um parecer se concorda ou não com a argumentação apresentada pelo prefeito.

ESPORTE: Cruzeiro bate Vitória e segue forte atrás do título


O Cruzeiro fez valer a superioridade e bateu o Vitória por 1 a 0 na tarde deste domingo, no Barradão, em Salvador, em partida difícil, válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o time vencedor passou a dividir provisoriamente a liderança com o Corinthians, com 60 pontos - mais tarde, no Engenhão, o Fluminense tem a chance de retomar o topo no clássico contra o Vasco. Com o resultado, o time baiano ficou estacionado nos 38 pontos, ainda sob forte ameaça do rebaixamento.
O único gol da partida saiu aos 35 minutos do primeiro tempo. Thiago Ribeiro invadiu a área pela direita e cruzou, a bola desviou em Jonas e entrou na rede de Viáfara, que acabou traído pelo gol contra.
O time da casa teve várias oportunidades de mudar o placar, mas esbarrou sempre no paredão Fábio, goleiro do Cruzeiro. Em uma das melhores chances do time da casa na etapa inicial, aos 43 minutos, Nino arriscou chute cruzado de pé esquerdo e o goleiro cruzeirense defendeu.
O Vitória voltou mais motivado no segundo tempo e pressionou a equipe mineira, criando várias jogadas ofensivas. Em uma delas, o volante Uelliton cabeceou a bola na trave, após cruzamento de Ramon.
No final, apesar da derrota, a torcida do Vitória reconheceu o esforço dos seus jogadores, que deixaram o campo aplaudidos. Do outro lado, a torcida cruzeirense festejou mais um resultado positivo da equipe que segue na briga direta pelo título. O Vitória volta a campo domingo, contra o Guarani, no Brinco de Ouro, em Campinas, enquanto o Cruzeiro irá encarar o Corinthians no sábado, no Pacaembu.
Fonte: Eldorado ESPN - Eliana Lima
Foto: AE

SAÚDE DA FAMÍLIA: Prefeituras recebem incentivo para aumentar salários dos agentes comunitários

CYNTHIA RIBEIRO: Oferecer melhores condições de salário para que o agente comunitário de saúde possa ter uma vida mais segura. É o que espera o Ministério da Saúde ao aumentar os recursos repassados aos municípios que pagam os salários dos mais de 243 mil profissionais que atuam junto às equipes de Saúde da Família. De acordo com a coordenadora nacional do programa, Claunara Mendonça, esse reajuste no dinheiro que é entregue todo mês às secretarias municipais de saúde é fundamental para que elas mantenham a estratégia, que, hoje, beneficia mais de 100 milhões de brasileiros.
CLAUNARA MENDONÇA: "Ele tem uma importância fundamental, porque os incentivos federais são o que fazem os gestores municipais escolherem fazer Saúde da Família, e contratar as equipes e os agentes comunitários de saúde. Os agentes, que é uma profissão nova no sistema de saúde, teve um crescimento importantíssimo e isso se deve em grande parte ao incentivo federal."
CYNTHIA RIBEIRO: Claunara Mendonça ressalta que a contratação de agentes comunitários de saúde superou as expectativas. A ideia inicial era ter 236 mil profissionais no País este ano, e 240 mil, em 2011. Hoje, o Saúde da Família tem mais de 243 mil agentes trabalhando. Com o reajuste, anunciado recentemente, o salário de um agente comunitário passa de 651 para 714 reais. Segundo ela, com o aumento desse incentivo, a meta é que esses agentes, agora, passem a ter contratos mais sólidos com as prefeituras.
CLAUNARA MENDONÇA: "O incentivo federal é um apoio para o aumento desses salários e, com certeza, a garantia do trabalho digno com responsabilidade dos agentes comunitários e toda essa mobilização e o aumento dos recursos federais são no sentido de apoiar o trabalho seguro dos agentes comunitários, vínculos não-precários, salários dignos e um trabalho apropriado para a grande complexidade que é o trabalho dos agentes comunitários, visitando as famílias, reconhecendo os problemas."
CYNTHIA RIBEIRO: A coordenadora nacional do programa Saúde da Família do Ministério da Saúde acrescenta que essa é uma reivindicação antiga da categoria. Os agentes comunitários de saúde são uma das bases do programa do governo federal. Eles visitam mensalmente as famílias e fazem atividades de prevenção de doenças com os moradores, acompanham gestantes, idosos e crianças e dão orientações básicas de higiene.
Fonte: Agência do Rádio - Reportagem, Cynthia Ribeiro

ESPORTE: Corinthians vence clássico e contra São Paulo


Foi um domingo para corintiano nenhum botar defeito. O time alvinegro venceu o São Paulo por 2 a 0, no Morumbi, manteve a invencibilidade de três anos sobre o rival e assumiu, ainda que provisoriamente, a liderança do Campeonato Brasileiro. O resultado levou-o aos 60 pontos, mesma soma que o Cruzeiro, que venceu o Vitória, mas tem pior saldo de gols.
O sol forte obrigou os dois times a adotar um ritmo lento no começo do jogo. Ainda assim, o Corinthians foi superior nos primeiros 30 minutos, apostando principalmente nas jogadas de pivô com Ronaldo. O Fenômeno teve liberdade para finalizar duas vezes da entrada da área, e numa delas assustou Rogério Ceni ao acertar o lado de fora da rede. O goleiro são-paulino ainda precisou intervir em dois chutes na área, um de Dentinho e outro de Bruno César, e numa cobrança de falta de Chicão.
O São Paulo só acordou aos 32 minutos, quando promoveu uma blitz na área corintiana. O garoto Lucas bateu cruzado e Júlio César se esticou todo para tirar a bola da área. Na sequência do lance, Jean bateu forte, o goleiro corintiano espalmou de forma estranha e precisou defender novamente o rebote, que foi parar na cabeça de Ricardo Oliveira. O atacante tricolor, aliás, lamentou a postura de sua equipe. "Aceitamos um pouco a pressão do Corinthians", admitiu, no intervalo.
Foi aí que apareceu a estrela de Elias, que confirmou o ótimo retrospecto contra o São Paulo. Ele projetou-se nas costas do lateral-esquerdo Diogo e recebeu bela enfiada de Jucilei. Dominou à frente de Miranda na área e bateu cruzado, no alto, sem chance de defesa para Ceni. Foi seu quinto gol em sete jogos contra o rival. "Quando eles se cansaram nós fomos lá e fizemos 1 a 0", disse Roberto Carlos.
Insatisfeito com o desempenho de seu time, Carpegiani promoveu dupla alteração no intervalo: pôs Jorge Wagner e Ilsinho nos lugares de Diogo e Casemiro, com Jean indo para o meio-de-campo. O São Paulo voltou para o segundo tempo mais ofensivo, encurralando o rival no campo de defesa. Ricardo Oliveira teve duas chances empatar: na primeira bateu cruzado para fora e na segunda viu Júlio César fazer grande defesa à queima-roupa.
O Corinthians repetia o mesmo erro dos jogos recentes, em que impôs domínio na etapa inicial para depois só administrar o jogo. Desesperado, Tite pedia para o time sair de trás, e só foi atendido aos 18, quando Dentinho recebeu na área e obrigou Ceni a defender no reflexo. Bruno César, com cara de poucos amigos, deixou o gramado para a entrada de Danilo. A equipe melhorou e voltou a segurar a bola na frente. Até que, aos 39 minutos, Paulinho, que havia substituído Elias, rolou para Alessandro invadir a área e servir Dentinho, que marcou seu rimeiro gol após seu retorno de lesão. Foi o início de mais uma festa alvinegra no Morumbi. Fonte: Eldorado ESPN - Bruno Chazan
Foto: AE

TROMBOSE: 44% da população brasileira não conhece sintomas da doença

JULIANA COSTA: Uma pesquisa feita pelo Ibope revelou que 44 por cento da população brasileira não conhece a trombose. Estima-se que somente em 2009 mais de 5 mil pessoas contraíram a doença e pelo menos mil delas chegaram a óbito. A trombose é a obstrução de uma ou mais veias profundas do corpo, causada por um coágulo que impede a circulação de sangue para o pulmão. A cirurgiã vascular, Viviane Borges, afirma que na maior parte dos casos, a trombose ocorre nas pernas, mas pode surgir em outras partes do corpo, até mesmo no cérebro. Viviane Borges destaca alguns sintomas da doença.
VIVIANE BORGES: "Ela pode ser até assintomática e o primeiro sintoma ser embolia pulmonar. Algumas tromboses mais extensas podem dar dor, edema e empastamento do membro, a musculatura fica mais rígida e pode haver uma dor para caminhar, que a gente chama de claudicação venosa."
JULIANA COSTA: A cirurgiã vascular Viviane Borges explica que a trombose é uma doença silenciosa já que na maioria das vezes não manifesta sintomas. Em 80 por cento dos casos, a pessoa não sente dor, mas tem a doença. Viviane Borges explica que existem algumas maneiras de evitar a trombose.
VIVIANE BORGES: "Algumas características são importantes. O tipo, a história familiar do paciente, se ele tem trombose na família pode ter um fator hereditário. A mulher, por exemplo, tem um fator que é importante: tanto a gestação, como o anticoncepcional são fatores que podem gerar trombose com mais facilidade. Então nesse período ter um certo cuidado com o uso de meias elásticas, atividade física regular, se puder, evitar o uso de anticoncepcional quando se tem uma história de trombose familiar seria interessante ou fazer uma pesquisa se existe um fator predisponente familiar junto ao médico. E principalmente ter um hábito de vida adequado."
JULIANA COSTA: A cirurgiã vascular Viviane Borges alerta que em caso de suspeita da doença, a pessoa deve procurar o posto de saúde mais próximo para receber o diagnóstico correto.
Fonte: Agência do Rádio - Reportagem, Juliana Costa